banheiro da diretoria

 

Os homens falam abertamente sobre masturbação. As mulheres, não. Fiquei impressionada quando, numa mesa de restaurante, cercada de casais amigos, resolvi fazer uma piada e disse que meu atual namorado era o chuveirinho do meu banheiro. Percebi que a maioria dos meninos não sabia ou fingiu que não sabia que o chuveirinho do banheiro [aquele que também é chamado de duchinha higiênica] é uma mão amiga quando o assunto é masturbação feminina. Injusto. Aliás, muito injusto. Sabemos que os homens se masturbam com frequência, sabemos que uma vida sexual ativa não os impede de tocar inúmeras punhetas.  Sabemos que punheta é fantasia e que numa dessas, até sua irmã ou sua babá é_ digamos_ homenageada.

Não faz sentido deixá-los por fora do que acontece com as mulheres, incluindo as que eles escolheram para casar. É comum o homem achar que a mulher só se masturba se não tiver uma vida sexual satisfatória. Pior. Alguns acham que as que se masturbam são safadas, no sentido mais pejorativo da palavra. Sim, estamos no Brasil, em 1912.

A masturbação feminina é um assunto delicado e evitado pelas próprias mulheres. Eles [os homens] não fazem idéia do que rola neste mundo secreto e quase proibido. Pra tirar o chuveirinho do meu banheiro do foco, resolvi contar a história de uma amiga que se masturbava no banheiro da diretoria da empresa em que trabalhava. Entre uma e outra reunião, durante o coffee break, ela dava uma passadinha no banheiro da diretoria, que era o único privado e com duchinha. Voltava relaxada e mais disposta. Pronta para encarar mais duzentas apresentações sacais feitas em power point. O orgasmo feminino seda e estimula. A mulher se sinta mais inteligente e mais segura depois que se masturba. Bom, o assunto deixa as pessoas constrangidas e excitadas. O tesão atropela a moral e os bons costumes. Para os meninos, meio sem jeito, acabei falando sobre o controle da pressão e da temperatura da água, da distância entre a duchinha e o alvo, da mira e dos maravilhosos resultados muito rapidamente alcançados. Para as meninas, que permaneceram caladas e ruborizadas, não disse nada.

5 comentários sobre “banheiro da diretoria”

  1. Silvia, o mundo de hoje deve sim ainda estar na era medieval!!! A maioria dos homens não conhece 1/10 do que pode ser explorado na parceira e até neles próprios!!! São mecânicos e retrógrados!!! Usam só o objeto principal e são limitados nele!!!! Mas te digo que a mulher também tem uma limitação!!! Sou casado, estou no segundo casamento e te digo que a minha esposa é muito limitada!!! Faço de tudo para estimulá-la!!! Falo com ela pra voltar a fazer i que ela fazia na adolescência, que é justamente ela se masturbar e explano exatamente que isso é bom pra ela!!!! Ela tem o tempo dela e não é uma ninfa que deseja sexo a toda hora e não cobro isso dela. Rsss depois de 13 anos a gente acostuma com uma rotina, mas não deixo de mostrar a todo momento que a desejo muito!!! Pois a melhor forma de mostrar a ela que é sim linda e que tens um corpo escultural é sempre a elogiando e demonstrando o quanto ela me excita!!!!
    Mas com base na criação que ela teve, acho que ela é limitada e represada para certas coisas! Mas a respeito e não exijo que ela tenha que ser diferente porque o mundo está diferente!
    Simples assim também, ou seja existem mulheres que não querem ou não evoluíram conforme o mundo mudou!

  2. Interessante Silvia e percebo isso no meu dia a dia quando falo abertamente sobre masturbação, na verdade a mulher durante muitos anos foi vista apenas como objeto de prazer do homem! Foram anos para chegarmos a fala aberta sobre o tema e ainda sei que temos um grande caminho de desconstrução a percorrer. É mudança cultural.
    Mas sempre que posso falo e desconstruo!
    Mulheres se toquem, sejam realizadas com vocês, percebam o quanto seu corpo pode te dar de prazer, em pequenas palavras… SE CONHEÇAM!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *