Jéssica e Wagner | Aspen

Wagner,

Em agosto, as crianças da escola de Tainá vão para Aspen, esquiar. Já dei conta do passaporte e do visto.
Agora, tem passagem, estadia e mais os gastos que ela vai ter por lá, com aluguel de equipamento para ela poder esquiar e mais umas coisas que eu não entendi bem.
Já te mandei tudo por email.
Eu não quero que ela fique pra trás.
Você entendeu, Wagner?
Eu quero que Tainá vá!
Dá seu jeito.
Francamente, Wagner, você é dono de oficina mecânica especializada em carros importados.
Eu sou tua esposa e até hoje não sei quanto é que tu tira limpo, por mês
Toma vergonha nessa cara e conversa com teu pai.
Faz ele coçar aquele bolso.
Vá até Marechal, almoce com ele, diga que estamos preparando Tainá para trabalhar numa empresa como a Apple, que fabrica os Iphones.
Diz para ele que o filho de Juliane Paes vai também.
Explica para ele que as amizades de hoje são as “business opportunities” de amanhã.
Eu não sou boba não, Wagner.
Eu enxergo longe.
Enquanto você está jogando sueca_ eu estou aqui_ vendendo semi-jóia e pensando no futuro de Tainá.
Não quero que ela dependa financeiramente do marido.
Eu sei o que é isso.
Você está me entendendo, Wagner?
Eu tolero tuas escapadas desde que você não deixe faltar nada em casa.
Se vira.

Jéssica.

nota da autora:
Ir para Aspen em agosto é uma merda, não tem neve. o texto é uma piada.

Um comentário sobre “Jéssica e Wagner | Aspen”

  1. legal.. texto leve.. bom para ler a hora que não quiser ficar pensando na m..de política ou no saldo bancário, ou pior, assistindo Globonews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *