churrasco corporativo

Como tudo que é convencional, o churrasco corporativo acontece e deve ser respeitado. Você precisa ir e acreditar que, se não fosse, as pessoas sentiriam sua falta. É um evento descontraído, cronometrado e absolutamente previsível.

Sim, você deve acordar, vestir sua camisa polo, e comparecer para prestigiar o anfitrião, seu chefe. O churrasco foi programado, o grupo que inclui as esposas trocou mensagens pelo whastAspp a semana inteira.

Tudo é artificialmente informal no mundo dos Falcons e das Barbies.

Sua mulher está animada para sair de casa. Ela veste Prada e está louca ver a Alessandra, a nova mulher do seu chefe. Por foto, ela já conhece até a avó de Lelê. Afinal, é para isso que serve o Facebook. Desde que seu chefe se separou da primeira esposa, todas as Barbies estão aguardando a hora de conhecer Alessandra pessoalmente e, como são muito bem treinadas, vão tratar the bitch com muito respeito e educação.

“Aquela piranha de trinta e dois anos que acabou com um casamento de 22 anos. Deixou Margarete absolutamente deprimida. Imagine. Recomeçar a vida com 45 anos e dois filhos, sozinha!”

_ Não ouse elogiar Alessandra, Marcos. Mantenha-se calado. Você já me disse que ela é educada e simpática. Basta. Educada e simpática é a Vania, sua secretária, que não tem o menor sex appeal. Vista as crianças! Já separei os shorts, camisetas e os crocs dos meninos . O sobrinho da vizinha da Joice [ a folguista ] morreu num tiroteio e ela não veio trabalhar. Foi para o enterro. Vamos encarar o churrasco sem babá.

Ah! Leve saquê e se ofereça para fazer caipisaquês de lichia. Aquela que eu adoro. Vai fazer sucesso.

Nesse tipo de evento, as pessoas bebem moderadamente. Ninguém sai trançando as pernas, ninguém fala o que pensa. Todos parecem ser a mesma pessoa, exceto a Lelê, que ainda não leu o manual completo do mundo corporativo e não parece estar interessada em fazer parte do grupo. Ela não tem filhos matriculados na escola americana, ela é professora de ioga e, em breve, terá seu próprio studio. George, o chefe de todos, acha que ela deve investir nesse mercado:

_ As pessoas estão cada vez mais procurando esse tipo de atividade. Eu vou dar uma força para a Alessandra. Ela é uma excelente professora. Já viajou para Índia. Gosta do que faz. Até eu estou começando a pensar em praticar!, diz ele.

Branco no salão. Ninguém fala nada. Até que uma das esposas, Bianca, que já tinha tomado caipirinha de lichia e cerveja artesanal diz:

_ Legal, George. Acho bacana. Novos desafios, novas oportunidades. Enquanto isso, a Margarete cuida das crianças e usa o dinheiro da pensão para fazer terapia ou, quem sabe, turbinar os seios, para ver se sente mais bonita e consegue encontrar um namorado.

_ Bianca, tome uma Coca-Cola e vá ver como estão seus filhos, querida, diz o anfitrião, educadamente.

Branco no salão II. O fora que George deu em Bianca vai ser o assunto da semana. Marido de Bianca vai ficar sem olhar pra cara dela por uma semana.

Romano, um dos gerentes, surge e diz:

_ Gente, o churrasco está pronto. Nossa, George, esses rapazes que você contratou são super eficientes.

Obviamente, George contratou uma empresa que monta o churrasco de forma discreta e elegante. E tudo está delicioso. As variadas saladas, as carnes, o arroz com ovo mexido e batata palha [ aquele que tem um nome em São Paulo e outro no Rio ] e etc.

Barbies e Falcons fazem, primeiro, os pratos das crianças _picam a carninha_ e, depois de acomodarem as crias numa mesa, fazem os seus pratos e continuam conversando sobre obviedades. Escola é um dos assuntos preferidos da ala feminina, que também sente necessidade de falar sobre o que está comendo. E as coisas mudaram de nome. Carne não é carne. Carne é proteína. Salada é fibra, acho eu. Arroz é carboidrato #ninguémpode.

Eles elogiam a comida e, ao mesmo tempo, não conseguem parar de falar em dietas.

Comem a sobremesa e repetem: _Hum! Esse cheesecake está uma delícia. Quem fez?, _Hum! Quem fez esse cheesecake? Está delicioso! _ Nossa! Você já provou o cheesecake? É pra comer rezando ou ajoelhado ou coisa parecida!

“Vou ter que malhar muito para queimar essas calorias! Ha! Ha! Ha!”

_ De quem é a receita, hein?

_ É minha, responde Alessandra. Farinha integral. Gostaram? Posso passar a receita para o George e ele repassa para vocês pelo WhatsApp.

_ Legal!, diz uma das Barbies, com cara de paisagem.

Mas, o importante é que :

O plano de saúde de todos está pago. As férias estão garantidas e a rotina das Barbies e dos Falcons é o mais almejado dos marasmos.

Na volta, no carro:

_ Marcos, se você pensar em começar a fazer ioga, eu te mato.

_ Namastê, meu amor! [risos]. E a Bianca, hein? Perdeu a oportunidade de ficar calada! Foi o ponto alto do churrasco.

8 comentários sobre “churrasco corporativo”

  1. Eu me divirto demais com seus textos!
    Vejo a sociedade sempre daqui de baixo, e isso inclui o mundo corporativo.
    É muito bom ver as coisas por um ângulo diferente e com seu humor ácido!
    Gosto assim! Nada muito doce.

  2. Fantástico seu texto, Silvia. Mas esse churrasco descreve bem os encontros anuais da minha turma da faculdade. Chatos, comecei a não aparecer mais nos últimos.

    Quando é na empresa é diferente. No último eu estava saindo do banheiro e percebi que tinha formado uma fila na porta, dois homens e uma mulher.

    Um dos homens quis ser gentil e deixar a mulher ir primeiro. O outro já foi entrando na frente. Eu ia me distanciando quando a mulher vira para o homem gentil e diz “eu não vim aqui pra ir no banheiro”. E puxa ele na direção de um quarto vazio.

    \o/

  3. Esse churrasco é nível diretoria. Se fosse do chão de fábrica…..independente de Qual, não faço questão de ir em nenhum. Conheci um empresário totalmente avesso a este tipo de evento. Em um desses, que foi feito para ele, foi o único que não compareceu. Isso aconteceu a uns 10 anos atrás e ele vive feliz com sua empresa e família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *